A Rede de Agroecologia do Leste Paulista

A Rede de Agroecologia do Leste Paulista está inserida em território rural que apresenta significativa importância econômica e socioambiental, em municípios paulistas e mineiros. Desde 2005, Agricultores Familiares em conjunto com diferentes atores e instituições inseridos nessa Rede vêm estruturando e construindo sistemas agrícolas mais integrados, baseados na Agroecologia, com a perspectiva de viabilizar produção agrícola com biodiversidade, equilíbrio ambiental, rentabilidade, autonomia e manejo sustentável. Uma das principais estratégias de consolidação dessa Rede foi o aperfeiçoamento de processos e diálogo entre os atores envolvidos, por intermédio da criação de um Colegiado Gestor, o qual fazem parte organizações representativas de Agricultores Familiares, instituições de ensino universitário, pesquisa agropecuária e extensão rural, com espaços de interação a partir de reuniões periódicas de avaliação e planejamento de atividades. Ao longo de seus nove anos de existência, possibilitou a realização de cursos e dias de campo com a participação de agricultores, extensionistas rurais, estudantes e representantes de grupos de consumidores, em processos de troca de conhecimentos e de domínio de práticas em temas relacionados à Agroecologia. Dentre outras atividades, encontra-se em processo de implantação Unidades de Referência (UR) em estabelecimentos rurais de agricultores familiares, assentamentos rurais e em áreas de instituição pública de pesquisa agropecuária localizadas nessa região. Estes, são espaços de geração de conhecimentos e de aprendizagem, concebidas de modo a contemplar simultaneamente as principais demandas locais e a construção de sistemas mais integrados, em direção à transição agroecológica regional. Ainda que avanços tenham sido conquistados, há ainda muitos processos a serem construidos e fortalecidos frente aos desafios de compartilhamento de conhecimentos, da capacidade organizativa, de metodologias e de tecnologias adequadas para viabilizar a consolidação da transição agroecológica em direção a uma agricultura mais sustentável.